Gruta de Avecasta renasce

0
Vai ser hoje apresentado o programa de estudo e valorização da Gruta de Avecasta, na União de Freguesias de Areias e Pias, Ferreira do Zêzere

A Gruta de Avecasta tem características únicas no país. As profundas camadas de argila guardam segredos de várias civilizações de milhares de anos. Com o recomeço das escavações arqueológicas será possível um novo olhar para estes povos e as respostas começam a ser dadas.
Porque escolheram este local?
Como viviam?
Que utensílios usavam?
O que comiam?
O que plantavam?
Como era constituída a fauna da região?


Questões sempre em aberto até que os trabalhos estejam concluídos, o que pode demorar várias dezenas de anos.

O Região do Zêzere falou com o Dr. José Eduardo Mateus, um dos primeiros arqueólogos a trabalhar nestas gruta.
Conheça todo o historial. Como foi descoberta, como correram as escavações dos anos 80, os problemas dos anos 90, a classificação do sitio e o retomar dos trabalhos.

Para o presente e futuro o ideal seriam várias campanhas com estudantes nacionais e estrangeiros que ajudariam a pagar as escavações, a constituição de museus fixos em Ferreira do Zêzere e museu temporário na gruta com trabalho arqueológico ao vivo durante 6 meses do ano, a realização de exposições e concertos no local, sempre com uma equipa que garantisse a segurança do espaço.


Um agosto de 2017 realizou-se 3ª campanha de escavações arqueológicas na Gruta de Avecasta. Ao longo de 17 dias a equipa de estudantes liderada pelos coordenadores Dr. Eduardo Mateus, a Drª Paula Queirós realizaram vários trabalhos de reposição dos níveis naturais de escavação, numa “operação de salvação”, na sequência das mobilizações de terreno ocorridas em 2012.
O Dr. Mateus acredita que desta vez o projeto será relançado e espera-se que tenha agora campanhas ininterruptas.
Desta vez apareceram cerca de 300 novas peças. Um pequeno perfurador e vários objetos em sílex, peças de cerâmica, 3 moedas de bronze, moldes de fundição…etc.




O Região do Zêzere falou com Rui Palhinha um Arqueólogo ferreirense que também colaborou nesta campanha.


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here