Padre Mário Duarte continua hospitalizado em Abrantes – Reportagem Manuel Subtil

0

O vigário de Tomar, Mário Duarte, continua hospitalizado em Abrantes, em estado grave, a confirmação foi feita, na Eucaristia, do passado domingo, na Igreja de São João Baptista, pelo padre Sérgio Santos, numa Missa presidida pelo Bispo da Diocese de Santarém D. José Traquina, que referiu que toda a diocese reza pelas melhoras de um pastor muito estimado por todos.

O padre Sérgio Sergio Santos agradeceu a presença de D. José Traquina, “a sua disponibilidade em estar connosco, faz-nos bem e sabe-nos bem, ver a proximidade do nosso Pastor num momento tão fragilizante, e, não estamos sós, se Deus está connosco quem estará contra nós dizia São Paulo numa das suas Cartas da Sagrada Escritura, por isso senhor Bispo bem-haja por estar no meio de nós, neste momento que nos leva ao tesouro escondido que não se consegue alcançar sem perseverança”.
Sérgio Santos, sobre o padre Mário Duarte, referiu que apesar da doença que é longa, e, a recuperação longuíssima, a vida paroquial continua. E, “falando do padre Mário permitam que diga o seguinte, muito se tem falado, muitas coisas erradas e algumas coisas certas, e, por isso aproveito este momento para esclarecer um pouco, senão totalmente aquilo que se passa e aquilo que se avizinha.
Sabemos aquilo que se passou com o padre Mário, expliquei-o no fim de semana passado, pancreatite neuro-hemorrágica que levou a outras complicações, nomeadamente uma inflamação, inflamação essa que levou a uma falência de órgãos, esta inflamação e falência de órgãos levou a que os médicos por precaução o induzissem em coma e o ventilassem. Entretanto por motivos dessas complicações, levou a que se abrisse uma cavidade abdominal e durante esta semana, vamos ser muito claros, aquilo que os médicos têm feito é mante-lo vivo, a situação é muito critica, a situação é grave e assim está ainda, nesta situação clínica critica e grave, mas com uma luz ao fundo do túnel, porque ao longo desta semana, com muitas vicissitudes, com muitos altos e baixos, para trás e para a frente, como é próprio destas situações, conseguiram os médicos que alguns dos seus órgãos começassem a estabilizar.
E, aquilo que os médicos querem fazer antes de passarem para uma próxima etapa, é estabilizar o organismo, e que está a estabilizar, muito lentamente, muito devagarinho, e, eu, estou convencido que isto está a acontecer pela força da Oração, porque, uma das coisas que a fé nos dá, são duas atitudes, a primeira, acreditar em milagres, e, eu acredito em milagres, e a segunda a força da oração, que com a competência médica que com a presença de Deus, nos anima, nos fortalece e mete-nos em caminho, e, isso é que é o importante pôr-nos a caminho, pôr-nos em Deus”.
O padre Sérgio Santos, foi mais longe, afirmando que “esta fragilidade da saúde do Padre Mário, já tem este dom, um motivo humano, a fragilidade, que levou a que uma comunidade, várias comunidades, uma diocese, várias regiões, várias sensibilidades, se unissem para rezar, e, a oração é aquela que nos mete em Deus, já é um fruto positivo, muito bom. E, por isso irmãos, bem hajam pelo vosso testemunho e oração, pelo vosso interesse, e, também, este testemunho de oração e o vosso interesse não só pelo padre Mário, mas também para comigo em particular, e, claro, para com o padre Rui, para com o senhor Bispo, pela Diocese e pelas nossas paróquias, o Senhor vos recompense sempre”.

Reportagem Manuel Subtil

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here